Pular para o conteúdo
Voltar

Alunos do Ceja Almira participam de curso de desenvolvimento de jogos eletrônicos

Trata-se de um projeto piloto que poderá se expandir a outras unidades da rede estadual de ensino
Adilson Rosa | Seduc MT

Junior Silgueiro/Seduc MT
A | A

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) realiza a aula inaugural do Projeto Educação, Tecnologia e Construção (ETC), na manhã desta quinta-feira (17), no Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) Almira de Amorim em Silva, no CPA III, em Cuiabá. A iniciativa visa incentivar os estudantes a desenvolver jogos eletrônicos, utilizando programação em 3D, provendo a interdisciplinaridade escolar.

Ao todo, 20 alunos, sendo seis com deficiência (PCD), da unidade escolar, participam do curso - uma parceria com a empresa Microkids, que fornecerá material didático (um livro de programação e um CD), além de um kit de robótica para o desenvolvimento do projeto.

Segundo Maurício Macedo Vieira, da Coordenadoria de Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Seduc, trata-se de um projeto piloto que poderá se expandir a outras unidades da rede estadual de ensino. Ele explica que serão 10 aulas presenciais com acompanhamento pedagógico e suporte online por parte da empresa.

“Será um trabalho onde os alunos vão desenvolver jogos eletrônicos utilizando programação em 3D, o que promove a interdisciplinaridade também, por meio de estratégias articuladas entre os conteúdos e as ferramentas tecnológicas”, destaca o educador, ressaltando que que serão trabalhados temas envolvendo língua portuguesa, matemática e outras disciplinas.

O curso será de 60 dias, com aulas todas as quartas-feiras, no horário de aula dos estudantes. “A nossa expectativa é que o projeto seja um sucesso e, com isso, poderemos estendê-lo para os 22 Cejas de todo o Estado”.

 

De acordo com o professor, o desenvolvimento de jogos eletrônicos é um mercado em expansão, pois o Brasil é visto com um negócio promissor, no qual estão inclusos ainda jogos educativos.

Para o secretário adjunto de Política Educacional, Edinaldo Gomes de Sousa, toda parceria é sempre bem-vinda, ainda mais se tratando de Educação de Jovens e Adultos. “Temos que oferecer sempre uma motivação a mais ao aluno que não teve a oportunidade de concluir os estudos, seja do Ensino Fundamental ou Ensino Médio”, ressalta.   





Editorias