Pular para o conteúdo
Voltar

Escola de Cuiabá cria “Árvore da Esperança” para celebrar o dia das crianças e dos professores com mensagens pós-pandemia

Escola de Cuiabá cria “Árvore da Esperança” para celebrar o dia das crianças e dos professores com mensagens pós-pandemia
Da Assessoria | Seduc MT

A árvore foi montada com os desenhos de alunos e profissionais da educação - Foto por: Divulgação
A árvore foi montada com os desenhos de alunos e profissionais da educação
A | A

O que você espera do pós-pandemia? Esta foi a pergunta que motivou os estudantes, professores, pais e funcionários da Escola Estadual Manoel Cavalcanti Proença, em Cuiabá, a montar a “Árvore da Esperança”. No dia 15 de outubro, a árvore finalmente foi montada para celebrar o dia dos professores e relembrar o dia das crianças. Ela está no mural da escola com muita poesia, desenho e mensagens de um futuro melhor.

Os desenhos foram confeccionados pelas crianças e os textos pelos adolescentes, pais e funcionários da unidade escolar. Entre muitos coloridos e ilustrações de crianças brincando com os colegas, indo ao parque e correndo no recreio escolar, está a esperança de que a pandemia não pode tirar a alegria de viver e a magia de sonhar.

“A proposta apresentada pela escola foi que a comunidade escolar mandasse via aplicativos de conversação digital ou entregassem na secretaria mensagens, desenhos, poesias, textos para colocar no mural pensando no futuro após a pandemia do coronavírus”, destaca a  coordenadora pedagógica Marcela Brito.

A professora explica que a produção dos conteúdos educomunicativos ocorreram durante todo o mês de setembro e início de outubro. Houve a instalação de um posto de coleta na porta da escola e canais digitais através das redes sociais.Houve a participação dos estudantes do primeiro ao nono ano, além de professores, funcionários e pais.

Para a diretora, Cislene Moura, a “Árvore da Esperança” trouxe vida para o mural da escola que estava com aspecto triste devido à ausência dos alunos que tanto alegravam os corredores do prédio.

“Ficamos felizes com a participação, recebemos uma mensagem mais bonita que a outra. A ideia é justamente dizer que apesar de não podermos estar juntos por causa do vírus, estamos com desejos que tudo melhore, que todos tenham saúde e sejam felizes”, assinala.

Para uma das alunas do primeiro ano, o desejo é que tudo volte ao normal para todos poderem brincar e se abraçar. Outro estudante desejou poder voltar a viajar e ir à praia. Alunos do terceiro ano desejaram a cura do vírus e saúde para todos. Também teve muita poesia e mensagens como de um aluno do sexto ano que anseia a cura do vírus para poder voltar finalmente a estudar na escola e reencontrar os amigos.





Editorias