Pular para o conteúdo
Voltar

Escola Manoel Gomes realiza 2º Café LiteráBio abordando temas solicitados pelos alunos

Os participantes tiveram orientações sobre, higiene pessoal, doenças sexualmente transmissíveis, além de debate sobre a autoestima.
Adilson Rosa | Seduc-MT

Os alunos trocam idéias e debatem sobre temas de interesses deles - Foto por: Divulgação
Os alunos trocam idéias e debatem sobre temas de interesses deles
A | A

Alunos da Escola Estadual Plena Manoel Gomes, em Várzea Grande, participaram do 2º Café “LiteráBio”, um café da manhã para conscientizar os alunos sobre algum tema através de palestras. Os alunos trazem algum tipo de salgadinho ou bolo e também suco.  O evento ocorreu nesta segunda-feira (04.11).

Segundo uma das idealizadoras do projeto, a professora de ciências Patricia Zanoli, os alunos tiveram orientações sobre, higiene pessoal, doenças sexualmente transmissíveis, além da abordagem sobre a autoestima. “Tudo isso com palestras e leitura de poemas e poesias”, destaca.      

Patrícia explica que o Café LiteráBio surgiu no no mês de comemoração do meio ambiente para conscientizar a preservação e conservação, de um modo diferente valorizando a leitura.  O trabalho é realizado em conjunto com a professora de língua portuguesa Maria Madalena.

O projeto fez tanto sucesso que os alunos pediram uma segunda  edição. Para valorizar o pedido, e diante da importância de trabalhar a autoestima dos alunos, as professoras convidaram a psicóloga Luzia Brenzan Stamato, do Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Sexual (NAVVS).

Entre os participantes, a aluna Iasmim Gabriele do 9º ano, era uma das mais entusiasmadas, pois gostou dos dois temas “a pessoa mais importante do mundo – eu” e “amor próprio”. “Achei interessante também a discussão sobre a higienização em geral, principalmente em relação ao uso de copos. Aprendemos muito com o tema. Foi legal mesmo”, assinala.

A colega dela, Lorrayne Ribeiro, do 9º ano, também elogiou o evento. “Tiramos dúvidas sobre a higiene e aprendemos a cuidar do corpo e também sobre o amor próprio, que foi abordado durante o café”, explica.





Editorias