Pular para o conteúdo
Voltar

Professores de Matupá apostam em recursos didáticos no ensino de matemática

O curso é realizado na modalidade semipresencial, com atividades à distância e parte presencial, onde são discutidas e fortalecidas as temáticas abordadas.
Adilson Rosa | Seduc MT

Os professores em momento de descontração no intervalo do curso - Foto por: Divulgação
Os professores em momento de descontração no intervalo do curso
A | A

O Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapro) de Matupá, realizou a primeira etapa presencial do curso “Recursos Didáticos no Ensino de Matemática: Experiências Para Aprendizagem Ativa”. A formação, ocorrida na sexta-feira (11.10), abordou estudos teóricos e práticos, que possibilitam a reflexão sobre o uso pedagógico das tecnologias digitais. Para isso, são associadas metodologias ativas de ensino e aprendizagem nas aulas de Matemática.

Segundo a coordenadora de Formação do Cefapro de Matupá, Sebastiani Stamm, o curso é realizado na modalidade semipresencial, com atividades à distância e parte presencial, quando são discutidas e fortalecidas as temáticas abordadas.

“No caso semipresencial, são leituras, fichamentos, discussões via chat, produção de materiais midiáticos, dentre outros. Bem como a realização de atividades práticas com uso de recursos e metodologias diferenciadas”, destaca. Os trabalhos são realizados pelos professores formadores da área da matemática, Fabio Caires, José Augusto e Vilson Teixeira.

A primeira etapa presencial contou com a participação de professores de diversos municípios do polo, nela foram realizadas discussões sobre as metodologias ativas (ensino hibrido, resolução de problemas e modelagem matemática).

Na sequência os professores vivenciaram momentos práticos no desenvolvimento de atividades utilizando aplicativos de celular (Resolução de equações do 2º grau I, e Graphinc Calc – Geogebra); e com material manipulável “Algeplan” para o ensino de equações do 2º grau.

“Está é a terceira etapa do curso, que teve início em 2017, com foco no ensino médio. Ao avaliar o momento formativo, os professores participantes consideraram bastante relevante e produtiva esta forma de desenvolvimento formativo, pois, o curso trabalha as necessidades específicas nossas da matemática, assinalam os professores, Fabio Caires, José Augusto e Vilson Teixeira.





Editorias