Pular para o conteúdo
Voltar

Projeto de Escola Estadual atua na prevenção a doenças mentais, câncer de mama e de próstata

Pela amplitude, são ações desenvolvidas em três etapas – Setembro Amarelo, Outubro Rosa e Novembro Azul
Adilson Rosa | Seduc MT

Temas positivos dominam o projeto - Foto por: Divulgação
Temas positivos dominam o projeto
A | A

A Escola Estadual Conquista D’Oeste, localizada no município com o mesmo nome (571 quilômetros a oeste de Cuiabá) iniciou nesta terça-feira (01.10) o “Projeto Vida em Forma de Arco-Iris”, desenvolvido em três etapas. O foco do projeto é ampliar o conhecimento dos alunos a respeito da prevenção a doenças mentais, câncer de mama e câncer de próstata, além de outros assuntos relacionados à saúde física e mental dos alunos.

“Pela amplitude da proposta, iniciamos em outubro (Outubro Rosa) a segunda etapa. Vai até o dia 31 de outubro quando teremos o fechamento, e a terceira etapa será realizada em novembro (Novembro Azul). A primeira etapa terminou em setembro (setembro amarelo) e com muito sucesso”, destaca a diretora Mônica Veira.

As professoras responsáveis pela ação, Vilma Rodrigues de Abreu, Rosani Gonçalves Rosa, Elizabeth Maringues e Titiane Cordeiro de Souza, explicam que tivera a ideia do projeto a pedido dos alunos do 7º ano. Em 2018 ocorreram na escola alguns casos de mutilação. Foram trabalhados em sala de aula temas positivos sobre ai mportância da vida, conseguindo que muitos alunos desistissem de pensamentos negativos.

Passeata

                  

Na segunda-feira (30.09), os alunos, profissionais da educação e comunidade escolar realizaram a 1ª Caminhada Pela Vida pelas ruas da cidade, encerrando a primeira etapa do projeto.

“Foi um grande sucesso a caminhada, pois contou com participação efetiva da comunidade”, comemora a diretora.

A estudante Eduarda Maria, foi uma das mais animadas com a passeata. “Foi divertida, com muita gente, mas o bom mesmo é que as pessoas participaram da palestra. A escola está de parabéns pela iniciativa”, assinala. A aluna se referia a palestra, realizada na sequência, com a psicóloga clínica Pâmela Rinaldi que abordou o suicídio.

Para encerrar o Setembro Amarelo, a escola fez uma exposição dos trabalhos realizados sobre os temas desenvolvidos pelos alunos durante o mês.   





Editorias