Pular para o conteúdo
Voltar

Estudantes fazem “blitz” para mostrar os perigos da imprudência no trânsito

O projeto é de caráter educativo e visa atender estudantes, professores e comunidade escolar da rede pública e particular de ensino.
Adilson Rosa | Seduc MT

Alunos e professores fazem um trabalho de orientação a condutores de veículos - Foto por: Divulgação
Alunos e professores fazem um trabalho de orientação a condutores de veículos
A | A

Cerca de 50 estudantes da Escola Estadual Idalina de Farias, localizada no município de Nortelândia (a 253 quilômetros ao médio-norte), participaram, na quinta-feira (09.05), de uma verdadeira aula prática do Projeto “Estudante seguro não é reprovado no trânsito”. Os alunos fizeram uma “blitz” em frente à escola, orientando os motoristas que passavam pelo local – condutores de automóveis e pilotos de motocicleta –, entregaram panfletos e alertaram sobre o uso de equipamentos de segurança.

Segundo o diretor da escola, José de Oliveira Miranda, o resultado foi altamente positivo, uma vez que os estudantes fizeram um relatório apontando as falhas dos motoristas, principalmente atos de imprudência.

“O saldo dessa aula prática foi excelente, uma vez que os alunos conheceram na prática, aquilo que os motoristas e pilotos não devem fazer. Também foi um ato de repensar dos próprios condutores. Esses nossos estudantes são os motoristas de amanhã”, destaca.

O diretor lembra que o trânsito na cidade é implacável, pois no ano passado, quatro estudantes do ensino médio da unidade escolar morreram em consequência de acidentes de trânsito. A partir daí, a equipe gestora iniciou um trabalho preventivo com palestras sobre o trânsito e outras atividades.

“O Projeto estudante seguro” é um trabalho interdisciplinar, envolvendo as áreas do conhecimento. Como aula prática, planejamos as blitzes. Para isso, solicitamos ajuda das autoridades de trânsito da cidade”, ressalta.

José de Oliveira frisa que o projeto é de caráter educativo e visa atender estudantes, professores e comunidade escolar da rede pública e particular de ensino de Nortelândia.





Editorias