Pular para o conteúdo
Voltar

Professores articulares fazem curso de 40 horas no Cefapro de Cuiabá

Adilson Rosa | Seduc MT

Junior Silgueiro/Seduc-MT
A | A

O Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapro), polo de Cuiabá, realiza até a próxima terça-feira (16) o curso de formação continuada “laboratório de aprendizagem” para a segunda turma.

Participam 42 professores articulares das escolas estaduais que atendem o ensino fundamental pertencentes ao polo do entorno metropolitano.

Para o diretor do Cefapro de Cuiabá, Ezemar Mourão da Silva, a iniciativa tem como foco contribuir para a construção do processo de formação continuada dos professores articuladores.

“Os profissionais passam a compreender o laboratório de aprendizagem como espaço-tempo diferente da sala de aula regular, bem como no planejamento e elaboração de atividades de superação das defasagens de língua portuguesa e matemática”, ressalta.

A superintendente de formação dos profissionais da educação básica, da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, Mirta Grisel Garcia de Kehler, destaca que no seletivo realizado para a função de articulares surgiu a demanda para a formação.

Ela acrescenta que partiu dos diretores a sugestão para o curso, solicitado junto às Assessorias Pedagógicas.

“Esse curso é importante porque o profissional da educação não se forma para articulador. Então, tem que aprender a ser articulador”, frisa. A superintendente lembra que o curso deveria ser realizado no primeiro semestre, mas devido as muitas conferências sobre educação, acabou ficando para o segundo semestre.   

A primeira turma encerrou a formação na última sexta-feira com 40 participantes. Ao todo serão 82 articulares com curso de 40 horas.

O professor articulador surgiu dentro do sistema de ciclo de formação humana. Ele atua no laboratório de aprendizagem da escola dando apoio ao aluno que apresentar defasagem de aprendizado, ou seja, dificuldade de acompanhamento nas disciplinas em sala de aula.





Editorias